segunda-feira, dezembro 10, 2007

Por isso canto...

Lágrimas azuis, em um dia lilás, rolam sobre minha face pálida e rija.
Lágrimas azuis em um dia qualquer me fariam tão feliz...
(...) Palavra que ferem, machucam, curam!
Palavras apavoradas, levianas e vadias!
Palavras que solapam, enterram, resgatam!
Palavras que enaltecem, amparam, desarmam!
E... Era tudo o que eu precisava ouvir de você: “Eu confio em você. E isso é tudo o que importa agora ”.
Às vezes precisamos de tão pouco, mas tão pouco, para sermos felizes, melhores e maiores.
Às vezes nos falta tanto, de tal tamanho, que de forma extenuante sangramos em dias lilás...

E... Por isso eu canto agora...


"As idéias muito simples são difíceis de aceitar, dar um beijo e se deixar levar antes de tudo se acabar (...)
Pega a vida em mim
Tenta a sorte em mim
Salva o que é seu em mim
Pega a vida em mim
Zera o jogo em mim
Cuida do que é seu em mim..."

Um comentário:

Borboleta disse...

Gostei muito do teu cantinho...
sei o que sentes...
Deixo-te um beijo**