domingo, setembro 21, 2008

Meus sonhos...

Meus sonhos... Que lugar é este? Que intensa emoção é esta que me envolve sempre quando volto aqui através do bálsamo chamado sono?
Quero agarrar esta sensação com as mãos, com o corpo, com a alma, mas ela se finda quando a vigília acorda-me.

Meus sonhos... Quanta ternura senti em teus olhos, que emoção jogar ao seu lado!Quanta tristeza seguiu tuas lágrimas, quanta eternidade me envolveu naquele abraço, garoto dourado! Meus sonhos... Que lugares mágicos ainda hão de se revelar? Que poesias nobres ainda hão de me esperar? Que saudade que dói até o insuportável! Que vontade de entrar aí e me trancar para todo o sempre nesta emoção!Que simpático teu semblante... Que amável esta canção.

Como faço, rogo-te, para invadir esta imensidão? Preciso deste espaço, deste lugar sagrado. Preciso sentir cada gota desta certeza que me envolve a cada fechar de olhos na noite chuvosa de outono.... Meus sonhos, traz de volta minhas certezas, cristaliza as minhas preces e faz-me imortal nos braços daquele que tocou meu coração na eterna caminhada desta vida errante!

2 comentários:

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Lindo texto!!!Há sonhos dos quais desejamos,mesmo,não acordar...O que consola é sabermos que,um dia,percorreremos este país misterioso e entraremos nos sonhos de outros,bom domingo,Sonia Regina.

Vera disse...

Querida!!!


Muito cansada hoje, passei aqui pra te dar um breve alozinho... dei uma passada com os olhos pelo seu blog, lindo por sinal, mas os textos quero curtir com a calma que eles merecem.



Um carinhoso abraço e um "Xêro",




De sua amiga




Verinha Rodrigues-Rath