terça-feira, novembro 22, 2005

Menina

Agora que a tempestade passa, posso olhar pela minha janela e ver o quanto me molhei, quase em vão! Como fui ingênua e crédula! Agora, tenho que sentar, estudar e trabalhar muito(...) Tenho que acordar e colocar a minha "cara" mais decidida e ir. Fui criada para ser assim. Fui criada para entender e escutar. Só que alguém esqueceu de me dizer que eu também podia "falar"! Que eu também podia errar! Deixar a vida levar, ao invés de, continuamente tentar controlar cada segundo da minha existência! Oscilo entre a fé e a necessidade de "galopar" intempestivamente sobre todos os meus dramas. É exageradamente impossível tentar me descrever. Tentar descrever você... Meu amor... Minha vida, meus sonhos e minha família querida.
Meu irmão, às vezes penso que você ainda está por aqui, em algum lugar da casa, sentado, tomando conta de mim e sempre muito desligado me deixando cair, só para me por no colo outra vez. Só para me salvar... Porque sempre foi assim, e nunca deixei de sentir o seu amor e o seu carinho. Acho que no fundo eu sempre busquei alguém que me salvasse e que nesta troca, encantada, eu salvasse também.... Assim como você meu querido, meu irmão!
As pessoas vão caminhando pela estrada do meu mundo e deixando pedacinhos de rosas em meu coração, algumas plantaram espinhos, que hoje uso para me defender, outras, há, que semearam todo tipo de amor e preces que nunca pensei poder sentir.
Amor. Palavra fácil de falar, impossível de se interpretar e indecifrável ao sentir. Agora meu passado passou de relance por aqui, vi a garotinha mais confiante do mundo entrar por aquela porta, pedindo atenção e querendo abrir seu coração. Como pôde me ferir tanto? Como pude permitir que me machucasse tanto assim? A única certeza que tenho é que a vida NUNCA erra, e que seja lá qual for o seu sentido sem razão, meu coração insiste em acreditar em toda essa invenção. A minha verdade será sempre a mais contada, a mais cantada e a mais sonhada. Nunca saberão, e tão pouco roubarão, isso de mim! A minha verdade! A minha menina!

2 comentários:

Anônimo disse...

Se o seu coração insiste em acreditar nessa invenção, é porque a menina que pede atenção e que quer abrir este mesmo coração, ainda reside aí. E como disse, ninguém pode roubar a sua menina de você, que é intocável. E no final, você verá que os seus sonhos de menina podem sim se realizar... como num conto de fadas...

O Mundo da Amada disse...

Olá menininha,

Um sonho...Um despertar...Uma realidade!
Agora é possível perceber que a "tempestade" passou.
Vc está livre. As vendas dos seus olhos se romperam.
Começa agora a alçar vôos, vc pode!
A história de Áquila é um realidade na sua vida;
a transformação e o salto qualitativo já pode ser visualizado.
Vc tem o segredo da menina de ontem e da mulher de agora.
E amanhã? Vc já sabe que o amanhã depende do hoje!

Bjos e muita luz.