sábado, outubro 27, 2007

Você chegou

Você chegou... Chegou... Tão suave quanto uma tempestade.
Chegou... E chegou... Tão sutil quanto um furacão.
Chegou... E chegou... Tão doce quanto fel.

Você chegou e abriu a porta da minha alma. Penetrando no interior do meu mundo confuso e quase feliz.
Você chegou e desorganizou todo o caos ordenado que em mim residia.
Agora... Você se foi! Levantando a poeira dos girassóis que havia em meu jardim.
Se foi podando as flores azuis que enfeitavam a minha noite, por entre as pétalas lilás.
Se foi cerceando a ternura que morava em mim outrora, a partir do teu reflexo, quase feliz, de um garoto encantador.

Um comentário:

Helenadetroia disse...

Queria ter tido a chave que abre a porta desse mundo chamado vc.
Queria ter força para segurar o peso da chave que abre este seu mundo.
Queria ter essa chave por um momento breve sequer...
Queria que este momento estivesse próximo, como próximo está o momento de te ver.
Te ver...
Isso é muito, é querer bastante, é ter demais... mas como eu queria mais...